Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Alunas da Liberato Salzano Vieira da Cunha apresentam projetos nos Estados Unidos

Jovens pesquisadoras são do curso de Química

Publicação:

Amanda e Camila na Mostratec
Amanda e Camila na Mostratec - Foto: Divulgação
Por Luis Selbach/Secom

As jovens pesquisadoras do curso de Química Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, em Novo Hamburgo, Amanda Miranda de Souza e Camila Maurer, sob orientação da professora Schana Andréia da Silva, e os estudantes do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense – Campus Pelotas, Carlos Eduardo Lopes Bastos e Gustavo Ludke da Silva, com orientação do professor Thales Gonçalves Pereira, participam da Genius Olympiad (Genius International High School Project Competitions), na cidade de Oswego, nos Estados Unidos, que começou ontem (11) e vai até sábado.

Eles receberam o Prêmio Fundação Telefônica Vivo com o projeto “Biotêxtil – Tingimento com Água do Mar e Diana - Dispositivo de Análise e Controle de Estufas Agrícolas, respectivamente, na última edição da Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec), considerada a maior feira do gênero da América Latina, que proporciona a participação do trabalho nesse importante evento.

Sobre os projetos
O projeto Biotêxtil consiste numa pesquisa sobre a utilização da água do mar no processo de tingimento da indústria têxtil, encontrando alternativa ecológica para um trabalho que utiliza grande quantidade de água potencialmente potável. O projeto Diana tem por objetivo proporcionar ao usuário um sistema eletrônico que garanta condições climáticas ideais para o cultivo, melhorando o desenvolvimento da produção. 

Sobre a Genius
A Olimpíada oferece desafios e oportunidades para que os alunos do Ensino Médio desenvolvam habilidades e adquiram conhecimentos necessários para serem cidadãos, líderes, cientistas, artistas, escritores, engenheiros e políticos do futuro - agentes que promoverão e contribuirão para uma maior sustentabilidade ambiental ao longo de suas vidas.

A Fundação Telefônica Vivo desenvolve projetos que utilizam a tecnologia para gerar novas metodologias de ensino-aprendizagem, estimular o empreendedorismo social e o exercício da cidadania. Com atuação no Brasil desde 1999, faz parte de uma rede formada por outras 17 fundações presentes da Europa e América Latina, integrantes do Grupo Telefónica.

Secretaria da Educação