Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Estudante da rede estadual participa de Olimpíada de Matemática na Ucrânia

Evento ocorre em Kiev entre os dias 7 e 13 de abril

Publicação:

Mariana Bigolin (a quarta da esquerda para direita), foi medalha de prata nas Olimpíadas de Matemática realizada na Itália
Mariana Bigolin (4ª da esquerda para direita) foi medalha de prata nas Olimpíadas de Matemática na Itália (Divulgação/Seduc) - Foto: Seduc
Por Diego da Costa

 A aluna gaúcha Mariana Bigolin Groff, da Escola Estadual Cardeal Roncalli, do município de Frederico Westphalen, foi selecionada para integrar a equipe feminina de Matemática que irá representar o Brasil na 8ª European Girls Mathematical Olympiad. O evento, que acontece na cidade de Kiev, na Ucrânia, entre os dias 7 e 13 de abril, conta com a participação de meninas de mais de 50 países.

Mariana, que ganhou medalha de ouro durante seis anos seguidos na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), entre 2013 e 2018, ressalta o incentivo da família para o estudo das ciências exatas. “Desde pequena a minha mãe me incentivou. Depois, quando fui campeã pela primeira vez, as competições acabaram ganhando um significado muito grande na minha vida”, conta.

A jovem salienta também a parceria desenvolvida com as demais meninas da seleção. “Esta experiência de conhecer pessoas novas e culturas diferentes é muito enriquecedora. Além disso, eu comecei a ter uma ligação forte com elas e nos tornamos amigas”, reitera.

Conforme a ex-diretora da Escola Estadual Cardeal Roncalli, Rozelara Grassi, que esteve à frente da instituição de ensino até o final de 2018, a história da Mariana é um incentivo aos estudantes, pois mostra que todos podem alcançar grandes objetivos e sonhos, por meio do esforço e dedicação. “Temos outros alunos da nossa escola que estudaram e foram medalhistas a partir do exemplo dela. É fundamental valorizar e destacar essa excelente aluna da nossa rede estadual”, enfatiza.

Nara Bigolin, mãe de Mariana, está orgulhosa das conquistas da filha. “Eu gostaria muito que todas as meninas deste país tivessem acesso ao conhecimento. Somente assim elas serão livres para fazer as suas próprias escolhas”, destaca.

Seleção feminina de Matemática

A seleção será formada por quatro alunas do Ensino Médio: Ana Beatriz Cavalcante Pires de Castro Studart, de Fortaleza (CE); Mariana Bigolin Groff, de Frederico Westphalen (RS); Maria Clara de Lacerda Werneck, do Rio de Janeiro (RJ), e Bruna Arisa Shoji Nakamura, de Indaiatuba (SP).

Mariana Bigolin Groff

A estudante nascida em Porto Alegre tem 17 anos e já ganhou 28 medalhas nacionais e cinco internacionais em olímpiadas. Além do hexacampeonato na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), ela acumula ainda medalhas nas áreas de Física, Astronomia, Química e Informática.

Secretaria da Educação