Página Inicial
Bem-vindo
31 de outubro de 2014
08h30min
Buscar por
Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Curso Normal

Organização do Curso Normal de Nível Médio na Rede Pública Estadual/RS

1- DURAÇÃO DO CURSO:

A duração do Curso e a carga horária mínima de 3.200 horas são distribuídas em:

  • 4 (quatro) anos letivos.
  • 3 (três) anos, quando adotada a jornada diária em tempo integral.
  • 3½ (três anos e meio), com utilização do turno inverso para a realização das atividades de práticas docentes.

DURAÇÃO DO CURSO NORMAL
REDE ESTADUAL DE ENSINO/RS - 2009

3 ANOS

3½ ANOS

4 ANOS

02
ESCOLAS
95
ESCOLAS
07
ESCOLAS

TOTAL: 104 ESCOLAS

Fonte: DEM/DP/SE

2- PROJETO PEDAGÓGICO:

O Projeto Pedagógico da escola de Curso Normal, elaborado coletivamente, "assegurará a constituição de valores (saber ser), conhecimentos (saber conhecer) e habilidades e competências (saber fazer), necessárias ao exercício da práticas docentes qualificadas".

De acordo com seu Projeto Pedagógico a escola poderá elaborar Planos de Estudos destinados a formar professores para atuar:

  1. na Educação Infantil;
  2. nos anos iniciais do Ensino Fundamental;
  3. na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental.

Todas as escolas que oferecem a modalidade Normal, da Rede Pública Estadual de Ensino, desenvolvem Planos de Estudos para a formação de professores constante no inciso III.

2.1- ÊNFASES:

As escolas de Curso Normal poderão, ainda, oferecer ênfases nas áreas da Educação Especial, da Educação Indígena e na Educação de Jovens e Adultos. A ênfase, neste caso, é o aprofundamento específico numa das áreas de atuação do professor.

2.2- ALTERNATIVAS DE OFERTA DE CURSO NORMAL:

Complementação de Estudos: poderão ser organizados Planos de Estudos Especiais, para docentes que já tenham concluído o Curso Normal, ou similar, para aprofundamento em um dos níveis ou em uma das áreas de atuação já referidas.

Curso Normal - Aproveitamento de Estudos: alternativa de oferta de Curso Normal prevista para turmas de alunos que já tenham concluído o Ensino Médio, compreende uma carga horária mínima de 1.600 horas.

CURSO NORMAL E ALTERNATIVAS DE OFERTA
REDE ESTADUAL DE ENSINO/ RS - 2009

CURSO NORMAL DE NÍVEL MÉDIO

CURSO NORMAL - APROVEITAMENTO DE ESTUDOS

COMPLEMENTAÇÃO DE ESTUDOS EM EJA

104
ESCOLAS
41
ESCOLAS
02
ESCOLAS
Fonte: DEM/DP/SE

3- DENOMINAÇÃO UTILIZADA PARA O CURSO:

  • Na Modalidade de Ensino Médio:
    "Curso Normal de Nível Médio" ou "Curso Normal em Nível Médio"

  • Nas Alternativas de Oferta de Curso Normal:
    "Curso Normal - Aproveitamento de Estudos" (para egressos do Ensino Médio)- duração de 2 anos

    "Complementação de Estudos em Educação Infantil/ Educação Indígena/ Educação de Jovens e Adultos" (Planos de Estudos Especiais para egressos do Curso Normal ou similar) - duração de 1 semestre.

4- PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E ESTÁGIO PROFISSIONAL:

A legislação prevê um mínimo de 800 horas para a "área prática", sendo que 400 horas são desenvolvidas durante o Curso e 400 horas de Estágio Profissional ao final deste, devendo ser realizado ao longo de, pelo menos, um semestre letivo e após a satisfatória conclusão de todos os componentes curriculares previstos nos Planos de Estudos.

4.1- Práticas Pedagógicas (400h - durante o Curso):

Propõe-se que as práticas aconteçam desde a primeira série, sendo introduzidas em seu currículo em todos os componentes curriculares. Têm como finalidade colocar o aluno frente à realidade educacional das escolas concomitantemente com o aprofundamento teórico dos conteúdos, trabalhados através da interdisciplinaridade.

Deverão ser realizadas nas Classes de Aplicação ou em atividades que envolvam os alunos destas.

4.1.1- Classes de Aplicação:

As Classes de Aplicação poderão ser constituídas de turmas de alunos do mesmo estabelecimento de ensino e de outros estabelecimentos de ensino, da mesma ou de outra entidade mantenedora.

A utilização de turmas de alunos de estabelecimentos de outras entidades mantenedoras somente será admitida mediante Termo de Cooperação e normatização nos Regimentos Escolares de cada um dos estabelecimentos envolvidos, de modo a permitir a integração da Escola que serve de Campo de Estudo no processo de programação e preparação das atividades práticas.

4.2- Estágio Profissional (400 h - ao final do Curso):

Envolve os componentes curriculares da Formação Pedagógica. É exigência para a conclusão do Curso e constitui-se em mais uma oportunidade especial de aprendizagem. Pode ser realizado integralmente num dos níveis de atuação (Educação Infantil e/ou anos iniciais do Ensino Fundamental), ou parcialmente em ambos, a critério da escola, não podendo ser utilizadas as Classes de Aplicação.

O Estágio profissional, como procedimento didático-pedagógico é Ato Educativo que deve integrar a Proposta Pedagógica das escolas e os instrumentos de planejamento curricular do Curso.

5- DIPLOMAS E CERTIFICADOS:

Os Diplomas serão registrados na própria escola, conforme normas legais sobre a matéria.

Ao aluno que concluir o Curso Normal e o Curso Normal - Aproveitamento de Estudos será expedido o Diploma de Professor da Educação Infantil e dos anos iniciais do Ensino Fundamental. O Diploma poderá especificar a ênfase que tiver sido dada ao Curso, conforme o caso. A conclusão dos Planos de Estudos Especiais da Complementação de Estudos será apostilada no Diploma de curso de formação de professor anteriormente concluído.

Ao aluno que não realizar Estágio Profissional Supervisionado, mas concluir com aprovação todos os componentes curriculares do Plano de Estudos, será expedido Certificado do Ensino Médio. O aluno poderá ainda cumprir o Estágio Profissional em período não superior a dois anos, contados do último período letivo cursado.

6- A DOCÊNCIA EM CURSO NORMAL:

O Art. 13 da Resolução CEED Nº 252/00, preve que a docência em Curso Normal será exercida por Licenciado e, preferencialmente, com formação pedagógica em nível de Pós-Graduação. Recomenda que os docentes dos componentes curriculares relacionados com a formação profissional, no sentido restrito, tenham experiência de regência de classe na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental.

7- INFRA - ESTRUTURA DAS ESCOLAS DE CURSO NORMAL:

A formação de professores exige condições especiais, razão pela qual há requisitos indispensáveis para a habilitação profissional. Por isso, no seu Regimento Escolar deve ter capítulo especial/parcial que especifique esse tratamento.

A Resolução CEED Nº252/00 propõe que o Curso Normal deveria ser ministrado, preferencialmente, em instituições exclusivamente dedicadas à formação de professores, com organização adequada à identidade de seu Projeto Pedagógico. Porém, como a maioria das escolas formadoras de professores de nível médio oferecem outros cursos e níveis de ensino, prevê que, quando desenvolvido neste contexto, deverá contar com organização e administração didático-pedagógica próprias.

7.1-Condições Especiais de Infra-Estrutura:

Além dos recursos previstos para qualquer escola de Ensino Médio, como Laboratórios e Biblioteca, a Resolução Nº 252/00,no Art. 17, explicita que as escolas de Curso Normal deverão dispor de:

  • acervo dos recursos didáticos
  • sala-oficina
  • ambientes para Educação Artística
  • acervo bibliográfico atualizado
  • sala experimental
  • sala de reuniões para estagiário.

8- APROVAÇÃO DOS REGIMENTOS ESCOLARES E PLANOS DE ESTUDOS

Visando a qualificação na formação de docentes para atuar na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental, a Resolução CEED Nº 288/06, determina que as alterações nos textos regimentais e nos Planos de Estudos do Curso Normal deverão ser aprovadas por aquele Colegiado.