Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Ministro Osmar Terra visita escolas beneficiadas pelo programa Água para Todos

Convênio entre governos Estadual e Federal permitirá instalação de cisternas em 226 escolas públicas do Rio Grande do Sul

Publicação:

Secretária Iara, ministro Osmar Terra, coordenadora Vera e diretor Fraga estiveram com líderes da comunidade indígena
Secretária Iara, ministro Osmar Terra, coordenadora Vera e diretor Fraga estiveram com líderes da comunidade indígena - Foto: 12ª CRE/Divulgação
Por Seduc

O ministro do Desenvolvimento Social (MDS), Osmar Terra, esteve no Rio Grande do Sul nesta semana e visitou escolas de Gravataí e Charqueadas que irão receber recursos para implementação de tecnologias sociais de acesso à água. Ao todo, 226 escolas públicas rurais no Rio Grande do Sul, que hoje não têm acesso à água, serão beneficiadas com o investimento de R$ 6 milhões para a construção de cisternas. A ação atenderá a mais de 12 mil alunos em 83 municípios e faz parte do convênio assinado entre os governos Federal e Estadual.

 

Clique aqui e veja a lista dos municípios contemplados e quantas escolas receberão cisternas em cada um

 “Uma escola não ter acesso à água potável é um problema social. Estamos trabalhando para oferecer a todos os locais de ensino do país água de qualidade e, com isso, melhorar a qualidade de vida de professores e alunos”, afirmou o Osmar Terra. A construção de tecnologias que garantam o acesso à água nas escolas rurais, como a instalação de cisternas, irá possibilitar que as crianças continuem estudando sem ter que suspender as aulas por falta de água.

Para a secretária-adjunta de Educação do Estado, Iara Wortmann, a implementação dessas tecnologias é fundamental para que o ensino não seja prejudicado pela falta de água. “A inciativa é extremamente necessária. Água é vida”, resumiu a secretária.

Visita do ministro Osmar Terra
Visita do ministro Osmar Terra - Foto: 12 CRE/ Divulgação

O secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Caio Rocha, também participou das visitas e reafirmou o compromisso do governo com a saúde e alimentação dos estudantes. “A maioria das doenças provém da água contaminada. Por questões de saúde e bem-estar, estamos levando água potável principalmente para as escolas daqueles municípios que têm dificuldades de acesso ao recurso”.

Qualidade

Em Gravataí, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Castro Alves atende a 50 crianças da zona rural. Para o prefeito Marco Aurélio Alba, a iniciativa do governo demonstra o cuidado com a educação dos pequenos. “Esta ação vai melhorar, e muito, a qualidade de vida de todos os nossos alunos”, ressaltou.

A Escola Estadual de Educação Infantil e Ensino Fundamental Tekoa Guajayvi, em Charqueadas, é uma das beneficiadas. Ela fica na comunidade indígena guarani Guajayvi, onde vivem 60 pessoas. Para o líder da comunidade, Cláudio Acosta, o acesso à água vai refletir de forma positiva na saúde de todos os moradores e no aprendizado das crianças.

O diretor das Coordenadorias Regionais de Educação (CREs), Carlos Fraga, e a coordenadora da 12ª CRE, Vera Lúcia Almeida, acompanharam a delegação, que contou ainda com representantes da comunidade dos locais visitados.

Secretaria da Educação